9ª Parada do Orgulho GLBT de São Paulo

Publicado em 10/03/2010

Manifestação proferida na solenidade de abertura da 9ª Parada do Orgulho GLBT de São Paulo, dia 29/5/2005, em São Paulo ? SP.

Eu queria dar parabéns a todos vocês pela conquista desse espaço, que é um espaço de cidadania.

É necessário mostrar a todo mundo que a diversidade existe e que ser homossexual não é crime, não é feio, não é pecado!

A forma mais cruel de desrespeitar o direito à igualdade, o direito à liberdade.

A invisibilidade é a forma mais cruel de discriminação.

Nós vivemos em um país livre.

A Constituição Federal assegura o respeito à dignidade.

Mas para isso é necessário assegurar direitos.

O legislador precisa deixar de ter medo de comprometer sua reeleição e votar projetos que atendem às minoria, ainda que sejam a favor de uma parcela da população alvo de preconceito e  discriminação.

É urgente que seja aprovada a lei da parceria civil, como forma de garantir direitos.

Também é necessário que a justiça não faça injustiças.

De todo descabido que o juiz alegue a falta de leis para rechaçar direitos às uniões homoafetivas.

Por tudo isso é preciso mostrar a cara, mostrar que todos tem direito de ser feliz, de amar e ser respeitado.

Parabéns a todos pela coragem de ousar na busca de respeito, na busca da dignidade, na busca da felicidade.

Copyright 2017. Maria Berenice Dias

Maria